Identidade Corporativa: exemplos de como a construir e atualizar

A Identidade Corporativa é a forma como uma organização delineia e comunica o seu propósito e a sua proposta de valor aos seus stakeholders.

Normalmente, quando falamos em identidade corporativa, referimo-nos à identidade visual de uma empresa, isto é, à manifestação física da sua marca corporativa. Isto inclui os símbolos e os códigos que identificam uma empresa, como, por exemplo, o logotipo, o símbolo ou o anagrama, os seus códigos de cor, o sistema visual, entre outros. E também a maneira como tudo isto é conjugado e aplicado nos diferentes suportes de comunicação que a empresa possui. A chave passa por construir um sistema visual forte através do qual a marca seja reconhecida no mercado, independentemente de o logotipo estar presente ou corretamente aplicado.

Qualquer empresa, independentemente do seu tamanho ou setor de atividade, manifesta-se através de quatro tipos de suporte:

  • Gráficos: como o papel de carta, os cartões de visita, as faturas, as newsletters…
  • Audiovisuais: todo o tipo de anúncios, vídeos…
  • Interativos: página web, posts nas redes sociais…
  • Físicos: escritórios, lojas, espaços onde os serviços são prestados…

Para conseguir uma boa imagem corporativa, que é o resultado da manifestação adequada e coerente da identidade corporativa, é necessário uma planificação eficaz, bem como um bom design e execução. Independentemente de ser uma marca que se dá a conhecer ao mercado ou uma marca já consolidada que deve ser atualizada por motivos diversos. Modificar uma identidade corporativa não garante que se gere uma nova perceção da empresa, mas pode ajudar muito a divulgar as mudanças que se levaram a cabo, a direção por onde se vai ou o que a empresa quer transmitir. A mudança é uma oportunidade única para atrair a atenção do público e dos meios de comunicação.

Habitualmente os stakeholders prestam especial atenção às mensagens que uma empresa transmite quando se trata do lançamento de uma nova identidade corporativa, pois o “efeito novidade” desperta normalmente curiosidade.

Na Summa, temos trabalhado em vários projetos de identidade corporativa para empresas que a modificaram por diferentes razões.

Identidade corporativa: exemplos de empresas que mudaram a sua marca

INDITEX

Em 2001, a grande holding do têxtil teve a necessidade de criar uma nova identidade corporativa a propósito da sua entrada em Bolsa. Um dos objetivos, que ia ao encontro da filosofia da empresa, era o de criar uma identidade que desse protagonismo às marcas comerciais do grupo, como, por exemplo, a Zara, a Pull&Bear ou a Massimo Dutti, mas que também fosse capaz de posicionar a empresa face aos seus novos desafios. Essa nova identidade oferecia uma imagem da Inditex que era muito mais poderosa, profissional e criativa, mas, ao mesmo tempo, serena e discreta.

FERROVIAL

A identidade da Ferrovial sempre esteve intimamente ligada à sua origem: a construção. No entanto, o grupo desejava dar a conhecer que também fazia muitas outras coisas, gerando uma vantagem competitiva. Era, portanto, necessário encontrar uma identidade que representasse a sua capacidade enquanto empresa que constrói, projeta e gere todos os tipos de infraestruturas a nível internacional. O novo logotipo, para todas as marcas do grupo, foi criado a partir de uma fonte tipográfica exclusiva que se tornou num sinal distintivo da sua identidade corporativa.

identidad corporativa ejemplos

ESADE

A Esade é uma instituição académica de cariz internacional com várias décadas de experiência no setor. Com o passar do tempo, a sua identidade foi perdendo atualidade e, além disso, a escola de negócios precisava de projetar novos valores, como resultado do plano estratégico definido pela Summa. Por este motivo, criou-se uma nova identidade corporativa, prescindindo do símbolo anterior e destacando o E presente na marca para reforçar conceitos como empresa, excelência, educação e ética, elementos característicos da Esade.

RTVE

A corporação estava a fazer um grande esforço para se adaptar às mudanças no setor audiovisual e às novas necessidades dos seus públicos e precisava de uma identidade corporativa que acompanhasse e mostrasse a sua renovação. Uma nova fonte, novos logotipos para as diferentes áreas de negócios, novos códigos no ecrã… Foi assim que recriámos a identidade corporativa, que atualiza a que tinha sido renovada nos anos 70 do século passado. Uma identidade com os olhos postos no futuro.

CIRSA

Uma referência no setor do jogo e do entretenimento que precisava de renovar a sua identidade para projetar melhor os valores que guiam a empresa: a confiança, o compromisso e a responsabilidade. Uma nova identidade corporativa que acompanha a evolução da empresa.

FILMAX

Após mais de 60 anos no campo da produção e da distribuição de filmes, a Filmax precisava de uma nova identidade corporativa. Esta teria de refletir os seus valores e ser um espelho da sua trajetória, relacionando-se mais e melhor com a atividade da empresa e facilitando a sua futura expansão. Para isso, contou com a Summa para redesenhar a sua identidade corporativa: o logotipo e uma nova animação, que evoluem a partir dos símbolos tão característicos desta marca histórica.

BANCA MARCH

Um banco que saiu reforçado da crise financeira, mas que precisou de mudar a sua identidade corporativa para mostrar a nova estratégia de marca definida pela Summa. A nova identidade corporativa trabalha aspetos como a simetria, o equilíbrio ou a precisão, brincando com a letra M que é formada a partir da combinação de três triângulos que representam o alinhamento de interesses entre clientes, colaboradores e acionistas, um aspeto diferenciador da estratégia deste banco.

Além das razões que motivam a evolução ou a atualização de uma identidade corporativa, devemos ter claro que a implementação da identidade corporativa também é uma parte muito importante para o sucesso do projeto. Não se trata apenas de escrever e divulgar um manual de identidade corporativa, o que é necessário, mas de definir um roteiro eficiente e coerente para a sua implementação. Para isso, é muito útil ter ferramentas digitais como o BrandCenter Aggylon, que facilitam a gestão da implementação de uma marca graças às suas funções de gestão de projetos ou de DAM (Digital Asset Management).

Comentários

Ainda não existe nenhum comentário neste post

Escreva comentário