Estratégia digital: 5 chaves essenciais

Imaginar, planificar e pôr em prática uma estratégia digital, adaptada às necessidades e objetivos de uma empresa, é recorrente no contexto atual. Mas que aspetos devemos ter em conta para que a estratégia digital alcance resultados? Acompanhe-nos nesta reflexão! 

Em que consiste uma estratégia de marca digital?

Hoje em dia qualquer empresa tem, de uma maneira ou de outra, uma estratégia digital. Desde as PME que fazem posts no Facebook e/ou no Instagram, às grandes empresas que contam com numerosas equipas de Community management.

Como em qualquer viagem, antes de a começar, temos que planear a rota, saber que meios de transporte vamos utilizar e, se for caso disso, abastecer o depósito. Assim, a definição de uma estratégia de branding digital também começa com a criação de um plano que nos mostre como caminhar em direção ao futuro, prevendo as dificuldades e as necessidades para alcançar o nosso objetivo. Seja este captar novos clientes, melhorar a sua taxa de fidelização, recuperar clientes antigos, aumentar a taxa de conversão ou potenciar a visibilidade da nossa marca a outros.  

5 chaves para criar uma estratégia digital

As ferramentas que fazem parte de uma estratégia de branding digital são muitas e variadas: SEO, SEM, ações nas redes sociais, utilização de influencers, otimização e análise de dados, marketing de conteúdos, etc. Quais utilizar e como combiná-las dependerá logicamente dos objetivos que se tenham planeado, mas também do tipo de setor, do comportamento digital dos seus clientes, do ciclo de vida dos seus produtos e de muitos outros fatores.

Mas afinal quais as ações que melhor se ajustam à nossa marca, aos nossos recursos e aos nossos objetivos? Selecionámos as seguintes 5:

Definir uma estratégia de marca. 

É a base, portanto, o ponto a partir do qual uma estratégia digital deve começar. Já o dissemos em outros posts: estratégia digital sim, mas antes deve haver uma estratégia de marca claramente definida. De outra forma, não só haverá dúvidas quanto ao comportamento adequado no contexto digital, como, provavelmente, este será incoerente em relação às ações que a marca leva a cabo em outros âmbitos.

Definir o território da marca.

É o espaço que queremos que o público associe à nossa marca. Ao definir este território, estabelecemos as bases que permitirão criar um conteúdo de acordo com a marca, dotando-a de maiores recursos. Saiba mais sobre isto no artigo como definir o território da sua marca e descubra quais as vantagens que isso lhe pode trazer.

Gerar conteúdos que sejam úteis para as pessoas e que contribuam para que o seu propósito de marca seja tangível. 

Nesta era digital, as marcas são plataformas de comunicação em si mesmas. Para além de vender os seus produtos ou serviços, as marcas devem ter um ponto de vista sobre o que fazem e porque o fazem, de maneira a que os potenciais clientes possam identificar-se com este, para além da qualidade do produto ou serviço. Ou seja, oferecer informação, entretenimento e espaços para partilhar ideias e opiniões. Por isso, uma estratégia digital tem que ajudar a captar leads, mas também tem que contribuir para a construção de relações sólidas com públicos que interessem à marca. E isso só se consegue valorizando, não só os produtos e serviços, mas também os conteúdos que a empresa é capaz de oferecer.

Definir objetivos e coordenar estratégias comerciais on e offline

Para quê e porquê existir no mundo digital? O que se pretende e como se consegue? Como é que se pode alinhar estratégias e esforços online e offline de forma produtiva? De que maneira é que se chama a atenção do nosso público? Como levar à conversão? Estas são algumas das questões fundamentais que têm obrigatoriamente de ser colocadas. 

Modificar a estratégia digital em função da resposta que se vai tendo. 

O marketing digital tem dado voz às pessoas, fazendo o possível para manter uma comunicação bidirecional com elas. O mundo digital carateriza-se pelo imediatismo, mas também está sempre a mudar, e o que funciona hoje poderá não funcionar amanhã. As estratégias hoje têm um menor prazo de validade e as mudanças tecnológicas abrem continuamente novas oportunidades e canais. Ter que modificar a nossa estratégia digital não é mau, de facto, receber um feedback realista do resultado das nossas ações de marketing digital é importante para poder modificá-las se necessário. A vantagem do mundo digital é que constatar o erro é menos custoso e muito mais rápido, o que permite avançar.

Em resumo: definir uma estratégia sólida de branding digital, articulada com a estratégia de marketing e comercial, é imprescindível hoje em dia. Certo? 

Comentários

Ainda não existe nenhum comentário neste post

Escreva comentário