Merchandising, do marketing ao branding

A Internet e as redes sociais deram lugar a novos formatos e maneiras de comunicar, mas alguns métodos de promoção mais tradicionais, como por exemplo o merchandising, não só não desapareceram como continuam a evoluir.

É que, apesar dos avanços no marketing digital, continua a ser muito importante o contacto físico para criar uma ligação entre marca e cliente. Neste sentido, o merchandising continua a ser um recurso útil para promover marcas emergentes ou fortalecer as que já estão implementadas.

O merchandising ajuda a dar visibilidade às marcas e a garantir a sua presença no ponto de venda, em casa do consumidor ou em todo o tipo de eventos, fazendo com que tenha uma relação mais estreita com a marca. Para isso, as empresas procuram criar artigos que sejam úteis para os clientes e que, em certas ocasiões, tenham uma vida separada do produto que a acompanha.

Consolidar a identidade da marca, atrair a atenção do target e criar um elemento de comunicação e de ligação com os clientes a longo prazo e contribuir para a fidelização dos clientes são, portanto, alguns dos objetivos do merchandising.

Qual é o tipo merchandising que terá mais sucesso em 2018?

A inovação e a personalização são cada vez mais importantes no merchandising. As empresas tentam procurar e criar artigos e gerar ideias que sejam adequadas ao ADN da marca, que surpreendam e tragam um valor acrescentado. Poderá ser roupa, sacos ou objetos, a personalização é cada vez mais importante, e os gadgets tecnológicos (por exemplo: dispositivos USB, baterias, etc.) estão a ter cada vez mais protagonismo.

Uma tendência que também está a crescer é a de criar produtos de merchandising que respeitem o meio ambiente, elaborados à base de materiais sustentáveis, pensando no eco-design como forma de se adaptar às novas preocupações dos consumidores de hoje em dia.

Como podemos observar, existe todo um mundo à volta do merchandising e dos incentivos corporativos, já que proporcionam oportunidades muito interessantes pelo seu potencial para dar visibilidade às marcas, reforçar a sua personalidade e de criar empatia com os públicos, mais além do produto ou serviço que oferecemos. Qual será o merchandising do futuro?

Comentários

Ainda não existe nenhum comentário neste post

Escreva comentário